Vamos tirar uma foto?

E ae pessoal, como vocês estão?

Vocês sabiam que uma câmera de 5 megapixels pode ter uma imagem melhor que uma que tenha miseráveis 108 megapixels com zoom na lua? Pois é, fiquei surpreso e curioso ao mesmo tempo ao me deparar com isto, estava pesquisando para trazer novas informações para vocês e por fim acabei entrando no mérito (megapixels), o que é? Da onde vem? Como surgiu? Parece até coisa dos irmãos de outro mundo, explicando parte por parte, primeiro temos que entender o que é Pixel.

Pixel

Pixels são aqueles pontinhos de cor que juntos formam uma imagem, como no exemplo abaixo:

Em resumo, mega é equivalente a 1 milhão, ou seja, a cada megapixel quer dizer que a imagem possuí 1 milhão de pixels, e quanto mais pixels, maior é a resolução da imagem obtida, e aqui entramos em outro mérito, o que é resolução? Literalmente é o tamanho da imagem.

Bom, agora que já sabemos o que é pixel, podemos avançar no assunto.

Por que uma câmera de um iPhone com 12 megapixels tem uma qualidade melhor do que de alguns Androids, que possuí 108 megapixels? A resposta está na luz, sim a luz! Quanto mais luz o sensor conseguir absorver mais nítida será a imagem, assim ela terá uma qualidade melhor, outro ponto é o software responsável pelo pós-processamento de imagem, que hoje acaba sendo um dos principais focos das empresas quando se trata de câmeras.

Mesmo conseguindo imagens grandes, com muitos detalhes e luz, se não conseguir fazer um pós-processamento bom com todas as correções necessárias o resultado final pode ser comprometido, é possível fazer verdadeiros milagres com um bom software, por isso, um celular intermediário com um sensor de 13 MP não faz fotos melhores do que um iPhone 11 com câmera principal de 12 MP, por exemplo, o sensor que a Apple usa é maior e consegue captar mais luz, entregando imagens com melhor definição, isto também explica um dos possíveis fatores do zoom não ser tão eficiente, pois quanto mais zoom menos pixels são capturados e com isso há uma perca expressiva em qualidade. Agora você sabe o porquê um iPhone 12 Pro Max não chega na lua como um Huawei ou um Samsung “top de linha”.

Se você já usou ou pesquisou sobre máquinas fotográficas profissionais entende que á maquina acaba sendo o de menos e, sim o que importa é como a câmera receberá a imagem, por isso há lentes a qual cada uma tem suas especificações para determinadas situações e efeitos, existem lentes que custam mais de R$10.000,00, tudo isso para captar a luz, sim, para captar a sua luz em um momento único e espetacular.

Resumindo a celulares, surge uma nova dúvida, como irei saber qual aparelho devo comprar, já que quero uma excelente câmera. Sendo ignorante e direto, a Apple sempre se destacou e creio que ainda continuará a se destacar nesse aspecto, já mordeu a maça? (se nunca experimentou ou não teve oportunidade recomendo ir a alguma loja apenas para que possa ver com seus próprios olhos).

Irei explicar as definições de uma câmera embutida em um aparelho e o que cada função é responsável, através disto você poderá decifrar as siglas utilizá-las e saber qual tem a melhor lente e sensor.

 Abertura

Vamos expandir os horizontes. Ir além do que se pode ver”haha”, vamos falar Sobre a letra F.

Quanto maior for o valor da letra F maior a quantidade de luz que ela consegue absorver, é comum vermos em algumas especificações mais de um valor, isso significa que a câmera possuiu ajustes de foco, então há uma variável, também implica no desfoque da imagem de fundo que no caso quando menor melhor. Quando se varia a profundidade do campo isto possibilita desfocar o fundo da imagem, ou seja, você consegue direcionar a luz para objeto desejado.

ISO

Queria que pudéssemos mensurar a sensibilidade das pessoas, pudessem ser medidas assim, em resumo, quanto maior o número ISO mais sensível é o sensor quanto à luz disponível. Um ISO alto gera ruído nas fotos, o que causa um efeito granulado. No geral, um ISO baixo é melhor, mas isso depende muito da quantidade de luz disponível na cena, mas não se preocupe quem ira tratar a imagem é o software de pós-processamento, por isto ele é tão importante.

Obturador

É a velocidade em que a imagem é capturada, isto define o tempo em que a lente da câmera fica aberta para tirar uma foto, quanto maior o tempo mais luz ele capta, no entanto, isto deixa sujeito a borrões e tremidos. Mais uma vez o exemplo da apa do ventilador, se você tirar uma foto em movimento é comum em alguns casos perceber uma sombra em uma posição anterior, isto acontece, pois no momento em que você clicou para bater a foto ocorre um intervalo que é o valor, ISO até ela completar a captura, no início a apa estava em ponto A e terminou em ponto B e isto gera o efeito fantasma.

Tamanho do sensor

O sensor da câmera é o componente que captura a imagem. Quanto maior o sensor, melhor tende a ser a foto capturada. É por causa dele que muitos celulares têm a câmera saltada para foto, lembro até hoje dos celulares da Nókia com aquelas câmeras descomunais.

Um sensor maior possibilita uma captura de luz sem necessitar que o obturador se estenda para completar a captura da imagem, não é exatamente isto, mas quanto maior o sensor menor é o valor de ISO necessário.

Outra coisa importante é que há dois tipos de sensores: CCD e CMOS. Smartphones mais modernos usam sensores CMOS, que são mais caros, complexos e complicados. Além disso, os sensores podem ser fabricados por empresas diferentes, como Samsung, Sony ou OmniVision.

Estabilização de imagem

Opa, segura pra não cair, a estabilização nada mais é que o jogo de cintura que a câmera tem para entregar uma imagem perfeita, mesmo com você balançando o aparelho como se não houvesse amanhã em uma montanha russa. Existem dois tipos de estabilizadores, ópticos e eletrônicos, a óptica mais avançada, ela coloca o sensor dentro de um conjunto que compensa os movimentos do celular, como se fosse um giroscópio ou aqueles “trequinhos” que se coloca o celular para gravar sem tremer a imagem. A eletrônica tenta corrigir a imagem com ajustes na velocidade do obturador, ele aumenta a velocidade que o obturador vai fechar tentando reduzir o efeito fantasma que pode vir ocorrer, por tanto, um smartphone com estabilização óptica é melhor do que um com a eletrônica.

HDR (Grande Alcance Dinâmico)

Está função é responsável por possibilitar a captura de níveis de luzes diferentes em uma mesma imagem, assim além de uma qualidade melhor é possível ter uma noção de profundidade, uma imagem com desfoque em HDR ficara sem duvidas melhor do que uma sem, simplesmente pelo fato da transição de luz ser uniforme, tentando explicar de modo mais simples é como se ela tirasse mais de uma foto do mesmo ambiente e juntasse como se fosse a grade de um photoshop. 

HD, Full HD e 4K

É a resolução em que a câmera pode trabalhar para filmar e tirar fotos, é necessário lembrar que quanto maior a resolução maior o arquivo ficará, então se você tem um aparelho com armazenamento reduzido é bom fazer backup sempre.

 Vamos lá

 HD: 1280×720 pixels

Full HD: 1920×1080 pixels

Ultra HD (4k): 3840×2160 pixels

Agora já sabe né, eu particularmente, não tiro meu celular do 4k.

Formato RAW

É um formato em que salva tudo o que a câmera vê, JPEG é um formato otimizado para economizar espaço no aparelho, já o RAW não, os aparelhos mais novos já suportam esse formato e por ter mais informações ele ocupa mais espaço no aparelho.

Foco

O famoso close que a câmera dá, o ajuste de foco utiliza dois métodos: Foco por contraste e o foco laser. No foco por contraste a detecção de contraste geralmente é mais lenta e menos precisa. Já o foco laser é mais rápido e produz fotos com maior nitidez.

Chegamos ao fim meus queridos, as melhores especificações e mais importantes estão em suas mãos. Espero que tenham gostado e não se esqueçam, qualquer duvida estarei a disposição.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.